2018-01-23

En passant pelas notícias da actualidade, vi o Papa a pedir desculpa porque "tinha falado sem pensar". Qualquer dos mortais, chegado ao final do dia, e olhando retrospectivamente, dirá que o fez várias vezes. Mas dito em público pelo Papa não se pode dizer que seja algo comum.

2018-01-22

eu que o diga

O sexo é um problema de resolução difícil deixado pela Biologia. Mas o sexo regulamentado pela religião é um problema muito maior. 

ide ler o texto completo ao Ouriquense

2018-01-21

2018-01-19

Por razões várias e diferentes ocupações, a única forma de tomar conhecimento de algumas notícias, foi através do rádio, enquanto conduzia. Sempre em curtos trajectos (sim, sou uma privilegiada, trabalho muito perto de casa). Assim, andei a semana a ouvir pequenos extratos noticiosos que me puseram ao corrente do seguinte: uma operária têxtil ia oferecer um presente/surpresa ao ministro (afinal era um cinto de ligas vermelho e o ministro era o da Economia). O BE está escamado com a Gestão dos CTT (eu também) e vai mandando recados ao Governo para acabar com o regabofe. O LNEC afinal atestou que uma qualquer bancada estava firme e não oferecia perigo. E, pasme-se, a igreja de Braga, pela voz do bispo, anuncia ao mundo que tem uma equipa especializada, para acompanhar casais recasados que queiram integrar-se na igreja. Mas, deixou o aviso, é um percurso longo de discernimento. Voltando ao cinto de ligas vermelho...
Oficina espiritual

Após alguns exercícios de hiper- oxigenação
para respirarmos todos em uníssono,
a mestra pediu que cada qual se apresentasse ao grupo
dizendo acerca de si mesmo alguma qualidade,
"o que quiserem, uma coisa positiva".
Quase toda a gente fluiu airosamente com:
"eu acho-me bonita" ou "gosto de ajudar os outros"
"eu sou um bom amigo" e por aí fora.
Eu disse que fazia muitas asneiras, mas
tinha facilidade em reconhecer os meus erros
e que esta era a única qualidade que possuía
sobre a qual não tinha dúvidas ser algo positivo.
A mestra não gostou.
"Tens orgulho nos teus erros!"
Não sei, é possível, mas duvido que o orgulho
seja, ele mesmo, a qualidade positiva.
Positivo acho que é só reconhecer os erros;
chego a imaginar que se trata da própria ideia de bom de bem.
A mestra arregalou muito os olhos, sem falar.
Aliás, é o que leio na bíblia, no génesis,
quando o criador vai dizendo "que bom"
a cada coisa que cria, vai como que admitindo o erro.
A mestra serrou os dentes:
"O erro não é uma coisa positiva.

Não disseste absolutamente nada de positivo".

João Paulo Esteves da Silva in Tâmaras
edição, douda correria, 2016