2005-11-03

O essencial...

O que eu gostava é que os cristãos fossem capazes de responder em duas linhas à pergunta: afinal, em que é que acreditam? E, da mesma maneira, gostaria que o não-crente pudesse responder em duas linhas à pergunta: o que é que tu não crês?; em que é que, exactamente, recusas acreditar?

Aquilo em que nós acreditamos é a resposta que Deus dá à interrogação ineludível sobre o sentido da existência! Diz santo Ireneu:"Deus homo factus est ut homo fieret Deus", quer dizer:"Deus fez-se homem para que o homem se torne Deus".
Se ao ouvirem esta pequena frase, acharem que há nela exagero, significa que ainda não captaram o essencial da fé.
Já reflectiram suficientemente de modo a compreender que, se não fosse assim, a Encarnação de Deus não passaria de uma visita de Deus à terra?...
...Se não fosse assim, teríamos que afirmar que Deus nos pediu o nosso traje humano para aparecer entre nós durante algum tempo, para nos pregar uma moral, depois disso, subiu ao céu, desde onde vigia o modo como procedemos cá na terra, a fim de nos recompensar, se praticarmos as virtudes cristãs, ou de nos castigar, se preferimos viver no pecado: estamos em plena mitologia!
Não se admirem de que os nossos contemporâneos, e mais particularmente os jovens, se recusem categoricamente a acreditar nisso. Se isso é a fé, o dever dum homem inteligente é sair dela o mais depressa possível.

François Varillon in Alegria de Crer e de Viver

3 comentários:

  1. mc, e não sei se recebeu a mensagem que deixei no post "anterior ao anterior". Por favor, publique o que está no meu blog no último Post. É só um pequeno "click" e a ajuda chega. Obrigadinho. Até já !

    ResponderEliminar
  2. Cara MC.

    A Encarnação... E o mistério prossegue, puxado pelo viver cristão.

    Está visto, vou ter que ler o raio deste Varillon...

    Um abraço, e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  3. Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. »

    ResponderEliminar