2006-08-29

metanoia


Olha que Eu estou à porta e bato: se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele e ele comigo. (Ap 3,20)

foto - www.paulstackphotografy.com

3 comentários:

  1. ... seria sempre bom prevenir da chegada; e se a despensa está a vazia?!

    ... prontos! eu sei, eu sei; com Ele não há pão nem peixe que falte!

    (ah! descrente descarado... mas que não se importa de partilhar o que tem com quem quer que seja; a começar pelas palavras.)

    beijos.

    ResponderEliminar
  2. Alberto Albertto,

    és um descrente muito descarado, mas também deliciosamente assíduo aos meus reptos. :)

    O teu argumento da despensa vazia, está muito bem explícito no livro do Génesis, neste diálogo:

    "Mas o Senhor Deus chamou o homem e disse-lhe: "Onde estás?" Ele respondeu: "Ouvi a tua voz no jardim e, cheio de medo, escondi-me porque estou nu." (Gn 3,9-10)

    O que nos condiciona a aceitar Deus nas nossas vidas é conhecermos o estado da nossa nudez, da despensa vazia e não aceitarmos que é Deus que a vai encher. Não a vai encher de forma mágica, porque a decisão de abrir a porta ou aceitar a nudez, é nossa.

    O amor tem de ser conquistado, senão é magia, ilusão, "tapa buracos", fuga.

    E sobre as palavras que partilhas, sorte a tua, que nelas te revelas de forma tão eloquente e maravilhosa. Já deste graças a Deus por isso?

    É que o teu caso (como o de todos nós...só que de modos diferentes)a despensa está muito bem recheada. Assim haja olhos que o vejam.

    ResponderEliminar
  3. Conceição escrevi a pensar em ti. Não, não foi sobre o livre-arbítrio.

    ResponderEliminar