2006-09-13

até nem é o mais importante

...Los dos fabricantes de automóviles de Baviera, BMW y Audi, lucharon para repartirse al Papa Benedicto XVI durante su viaje a su región natal, un asunto en el que tuvo que decidir el arzobispado de Munich. ...

Eu sei que no tempo de Jesus Cristo os burros não tinham marca. Mas...

10 comentários:

  1. Pois sim, q irónico.
    pronto MC...já la deixei contestaçâo.

    ResponderEliminar
  2. Luís,

    é muito difícil aceder ao teu blog. Já li o que lá deixaste, demorei foi imenso tempo, e ando sem paciência nenhuma. Ou quase nenhuma. :)

    Não sei como é que consegues fazer essa separação de ti próprio - corpo e espírito. Corpo e espírito são um só. O que eu faço com o corpo, faço comigo toda. Seja bem ou seja mal.

    ResponderEliminar
  3. E os paraplejicos, os que nâo podem utilizar o corpo?? as pessoa deficientes corporalmente??.

    Como é que se lhes diz a eles que teêm que cuidar o corpo para a salvaçâo do espírito?

    ResponderEliminar
  4. MC, esqueça esta conversa de Paulo, respeito sua fé, seu amor pela sua religiâo e sei que vc é muito equilibrada.
    Otra coisa amiga, vai ao meu blog, há muito material referente a teoria da conspiraçâo do 9/11. vale a pena ver o material, analiza-lo e tirar conclusôes.

    (Há Videos, conferencias, investigaçôes serias, entrevistas..etc)

    ResponderEliminar
  5. MC
    Claro que no tempo de Jesus os burros não tinham marca, mas sabes que os transportes estavam "divididos" em classes sociais. Jesus entrou em Jerusalém montado num jumento e não num cavalo que, comparando os transportes, seria uma espécie de Mercedes daquela época. Neste caso, Bento XVI, usou o cavalo. :)

    ResponderEliminar
  6. Luís,

    estamos com graves problemas de comunicação. Mas com paciência podemos resolvê-los. Não precisas de desitir do diálogo, a menos que não te interesse. Mas tens de fazer um esforço para acompanhares o meu raciocínio.

    Não há divisão nenhuma entre corpo e espírito, isso eram os platonistas que defendiam. Paulo sofreu da sua influência.

    Uma pessoa que tenha qualquer deficiência física é chamada a viver a sua vida de forma plena, apesar disso. Nenhuma doença, nenhuma deficiência nos pode impedir de viver de acordo com o que somos: seres criados à imagem e semelhança de Deus, e, por Ele chamados a viver da Sua Vida. É "só" querer viver assim.

    ResponderEliminar
  7. Eu nâo falei nunca da separaçâo do corpo e espíritu, falei sim de que uma coisa é uma coisa e outra outra. Vc nâo consegue entender-me.
    A influencia de Platâo nâo tem nada a ver com as epístolas de PAULO, sim acreditar na Bíblia, q imagino q acredita, em Paulo há um misterio profundo q há que analizar. Só isso digo, nunca falei da separaçâo espírito - corpo, falei de q Paulo fala alí q o corpo tem uma identidade e o espírito otra..ok? O que é q fala a sua religiâo?? nâo é q si pecamos no corpo vivemos na culpa ?? (no pecado) ??? é assim ou nâo é assim??? eu falo aquilo q eu sei, estive em religiâo muitos anos, para q é entâo o rudimento da confissâo??? nâo é para dizer os pecados do corpo???. O espírito é sempre SALVO mesmo q a identidade do corpo seja pecar...entende agora?

    ResponderEliminar
  8. Nâo lhe digo sacramento a confissâo porque para mim é um rudimento da Lei. Que fique claro..

    ResponderEliminar
  9. Luís,

    não me estou a fazer entender. Para a semana, retomo este diálogo contigo.

    Bom fim-de-semana

    ResponderEliminar