2008-02-12

a vocação

Sendo o desejo do Homem Infinito, Infinita é a posse e ele próprio é Infinito.

Por isso Deus vem a ser o que somos, para virmos a ser o que ele é.

William Blake - Sete Livros Iluminados

7 comentários:

  1. Gostei! Tenho de a incluir na colecção ;]

    ResponderEliminar
  2. Pois é, cá está o conceito de deus assimilado e vivido pelo homem na sua caminhada para a perfeição, Dando-lhe vida.
    Deus enquanto conceito contém todas as qualidades de bem, justiça ,bondade, fraternidade etc. que o homem possa imaginar , enquanto o homem no seu começo e mesmo no seu fim não é mais que um esboço imperfeito, virmos a ser, o que ainda não somos mas desejamos ser.
    A medida que lhe é mostrado esse conceito de perfeição (deus) o homem vai assimilando qualidades desse conceito pouco a pouco, vai dando-lhe vida, vai compreendendo esse conceito de deus, ou seja ser aquilo que somos e virmos a ser aquilo que somos capazes de vir a ser,como seres imperfeitos. Mas na nossa caminhada vamos nos aperfeiçoando e assemelhando a esse conceito de perfeição por incorporação dessas qualidades, uns mais outros menos e consoante assim fazemos poderemos percorrer as várias etapas da santidade, ser aquilo que somos, imagens de deus. Alguns poderão figurar nos altares. Mas aqui ja é outra conversa pois ja entra a tal organização terrena da religião, a ritualidade. Nem todos chegam a ser madres teresas de calcuta. Mas procuraremos ser com mais vontade ou menos vontade mais esforço ou menos esforço o que ele é. “Quando vires um homem bom, tenta imitá-lo; quando vires um homem mau, examina-te a ti mesmo.”

    Como dizia um grande pensador “Conhece-te a ti mesmo e conhecerás o universo e os deuses”

    ResponderEliminar
  3. Então voltou e não dizia nada??
    Cheguei cá através do Lutz!

    ResponderEliminar
  4. josé,

    descobri esta pérola de livro na biblioteca da minha filha. Valeu-me uma manhã de delícias.

    hei-de aqui transcrever mais um pouco.

    bela colecção ;)

    ResponderEliminar
  5. "conhece-te a ti mesmo..."

    era isso que hoje devia ter dito a uma pessoa conhecida porque desespera com o silêncio de Deus. Tentei dizer-lhe isso por outras palavras. Espero que tenha percebido. Mas sou um bocado tosca para essas coisas.

    Concordo inteiramente com as suas palavras.

    ResponderEliminar
  6. e ainda sublinho isto: Pode-se perfeitamente encontrar Deus "fora" das religiões organizadas. (Que muitas vezes só atrapalham a que isso aconteça)

    ResponderEliminar
  7. Caríssima Joana,

    pode crer, e não estou a fazer filme, que me espanta que passem por aqui a ler as palermices que escrevo (fora o que não é de minha lavra), por isso tento fazer o menos ruído possível.

    O que faz com que seja sempre uma grata surpresa os comentários que deixam.

    ResponderEliminar