2008-05-30

mais aberrações sexistas:

“A Congregação para a Doutrina da Fé, para tutelar a natureza e a validade do sacramento da sagrada ordem, em virtude da especial faculdade que lhe foi conferida pela autoridade suprema. Decreta que tanto aquele que tiver intentado o conferir da ordem sagrada a uma mulher, como também a mulher que tiver intentado receber a ordem sagrada, incorrem na excomunhão latae sententiae (imediata), reservada à Sé Apostólica”.

Excomungar é fácil. Escutar, dialogar, acolher - atitudes evangélicas -, não são a prioridade do Magistério.

2 comentários:

  1. Mas isso da excomunhão ainda mete medo a alguém?

    ResponderEliminar
  2. Se tivermos em conta a excomunhão como condenação eterna, acho que não.

    Mas para o crente católico, não é indiferente a prática ou não, dos sacramentos.

    Nos sacramentos experimanta-se (de forma humana limitada) aquilo que se crê e se espera- a comunhão plena em Deus.

    Por isso, crentes como o cardeal Martini, não deixam de afirmar aquilo que esperam para a Igreja, mas não rompem por sua iniciativa a comunhão.

    Para um crente católico, a salvação não é um acto individiual, mas comunitário. Isto não tem nada a ver com pertencer ao grupo para não se sentir sozinho. Porque, simplesmente, o sozinho não existe.

    ResponderEliminar