2008-06-03

numa relação não existem anónimos



O nome é em certo sentido a própria coisa; dar nome às coisas é conhecê-las e apropriar-se delas; a denominação é o acto da posse espiritual .


Miguel de Unamuno

2 comentários:

  1. Um post para anonimos? Pela parte que me toca só me sinto lisonjeado.

    (“a denominação é o acto da posse espiritual .”)

    Como eu sou anti posse e então espiritual meu deus, porque o pensamento é livre como o vento.

    A posse da espiritualidade?pois grande e velho problema, a espiritualidade é uma caracteristica do ser humano, resulta do pensamento e da meditação, o preenchimento dessa espiritualidade é a felicidade, o caminho para lá chegar e para o seu preenchimento é que varia de pessoa para pessoa. Citando um velho filosofo e catolico sempre concordei com isto:

    ("Porque procurais, ó mortais, a felicidade fora de vós mesmos?") (Boécio)

    Sempre houve quem tivesse respostas para esse caminho, como a religião por exemplo, um dos preenchimentos da espiritualidade pode ser a religião e a religião organizada e instituida sempre procurou a posse da espiritualidade das pessoas, quer atraves de normas morais ou éticas e procurando que os estados fizessem leis e modelassem leis de acordo com essas prerspectivas morais e éticas, por outro lado os estados desde o antigo império romano também contaram com a religião para amansar e controlar a espiritualidade das sociedades, um conluio que durou séculos e ainda dura mas com menos intensidade.

    Ou como diria outra personalidade nossa conterranea:

    ("Façam o favor de ser felizes!",)

    Ser ou não ser anonimo. Pode-se ter um nome ou todos os nomes do mundo e continuar a ser anonimo.

    os anonimos até são dignos de referencia na poesia
    Ja dizia o poeta

    (“É solitário andar por entre a gente”)

    ("Ser ou não ser anônimo na multidão

    Ser ou não ser essa sombra desapercebida
    Que pode passar pela vida sem deixar rastros
    Ou preferir ser o grito da multidão calada
    Que prefere a palavra à não dizer nada
    Para assim seja através de sua poesia
    Dizer verdades, para talvez modificar a vida...")

    PATRICIA ANDREA

    ResponderEliminar
  2. Em linguagem tauromática espanhola, duas orelhas, rabo e saída em ombros. Olé!!!

    ResponderEliminar