2008-07-24

Unidade no amor a Deus e ao próximo

(Bom Samaritano, Giovanni Baptista Langetti)


Amar a Deus é confiar-se a Ele em total entrega e disponibilidade de si. Isso significa que o amor a Deus não pode ser confundido com o realizar de todas as nossas necessidades, o que seria o contrário do "dom de si". Somente quando o ser humano "sai de si mesmo, se esquece em Deus, se perde verdadeiramente naquele inefável mistério ao qual se dá voluntariamente" (Karl Rahner) é que se realiza no autêntico amor a Deus. Isto é tão verdade quanto difícil de concretizar. É inerente à nossa condição de humana finitude, o reservarmos sempre algo para nós. Só Deus se dá sem reservas de Si.


Estamos em disponibilidade para com Deus, sempre que saímos de nós em direcção ao próximo. No próximo, é a própria carne de Cristo que encontramos. Isto não é reservado aos crentes, mas a todos os que saindo de si, cuidam de quem se tornam próximos.

Sem comentários:

Enviar um comentário