2008-08-14

coitados dos homens



eles até se esforçam. Numa pausa para café, entrei na pastelaria onde já estavam algumas mulheres e apenas um homem.



Entra uma jovem com um ramo de rosas vermelhas, dirige-se para o balcão e pergunta por uma pessoa. Uma das funcionárias apresentou-se. O ramo destinava-se a ela. Recebeu-o meio envergonhada e nem olhava para o cartão. Foi a florista que lhe chamou a atenção para o mesmo. Justificou-se, dizendo que já eram habituais tais entregas.



Houve quem opinasse que o autor da oferta "já tinha feito ou estava para fazer alguma". A destinatária do ramo encolheu os ombros e disse:"são assim os homens, não são?" Um silêncio geral, corroborava o veredicto.

Eu, mentalmente, louvei a coragem do único elemento masculino presente, que não abriu a boca em "terreno" tão hostil. E pensei no que enviou as flores que, culpado ou inocente, já estava condenado à partida.

8 comentários:

  1. 'Pobres' de nós!...
    Estamos sempre presos por ter cão e presos por não ter.
    Se oferecemps flores, é porque "ou já a fizemos ou estamos para a fazer". Se não oferecemos, somos uns insensíveis, uns machões, uns calhaus.
    É a vida! Vocês, mulheres, têm de se convencer que nós, homens, estamos bem na nossa pele. Quer vocês queiram, quer não. Mas que somos 'bons', lá isso somos!

    ResponderEliminar
  2. São tão raros os homens que oferecem flores, que quando aparece algum é motivo para desconfiar!!
    Que "inveja" dessa mulher...

    ResponderEliminar
  3. migalhas,

    mas só dizes o óbvio?! quem duvida que vocês são bons?

    ResponderEliminar
  4. a inveja é uma coisa feia...mas cá para mim, foi o que pôs a mulherada a palrar na ocasião.

    mas vamos lá...as flores não são tudo. Eu, por exemplo, tenho um belíssimo jardim...de belíssimas flores...gosto de outras surpresas.

    ResponderEliminar
  5. Nós homens, vcs mulheres, nós mulheres vcs homens..nossa! quanto sexismo e quão passado de moda. uff !! pirosia.

    ResponderEliminar
  6. oh, claro!
    numa tarde de agosto, uma visão do terceiro sexo...

    ResponderEliminar