2008-08-17

safa!

"A crise tem a vantagem de seleccionar os mais capazes e sólidos. Há sempre gente que se safa nestas situações"


Frase seleccionada como "frase do dia" do Público online. Frase dita, por um tal Horácio Roque, banqueiro.

Passei a tarde a ler o "Crepúsculo dos Ídolos" de Nietzsche. Não tive dificuldade, portanto, em concordar com a primeira parte da mesma. Fiquei um bocadinho com a pulga atrás da orelha com "a gente que se safa". Safa?
Fui ao dicionário, e um dos significados para "safar" é roubar. Fui ao Google pesquisar por "Horácio Roque", e a primeira entrada é uma notícia para uma investigação policial por fraude, do sr. Berardo e Horácio Roque, banqueiros. Penso que é o homem que proferiu a frase. Investigação não é condenação. Mas, por precaução, deus nos livre destes "profetas".

2 comentários:

  1. há sempre quem queira forçar a teoria de um suposto darwinismo social. e distorce-se mesmo o que é o darwinismo. os dinossauros pareciam os mais "capazes e sólidos", mas extinguiram-se. socialmente é mais importante ser adaptável, aberto, autónomo e não-conflituoso, do que "o mais forte". a crise não selecciona nada. os mais fortes também caem. e o que hoje é "o mais apto" amanhã é o mais frágil.

    abraço MC,
    boa semana,
    nuno.

    ResponderEliminar
  2. Nuno, caríssimo:

    como diz o povo:"o que não mata engorda" ou como diz Nietzsche:"o que não me mata torna-me mais forte", o que quer dizer que é nos tempos de crise, pessoais e sociais, que se pode crescer.
    Pela inteligência o Homem impõe-se sobre as demais criaturas e entre si.
    Mas a inteligência que se quer não é apenas a intelectual. É também a emocional e espiritual. Quer isto dizer que não chega encher a "carteira". Ou vencer profissionalmente. É preciso preencher todas as dimensões da vida do Homem. Então se dará o verdadeiro crescimento.
    Ao que o nosso banqueiro alude, é ao "Xico-espertismo". Há gente que vive feliz à conta disso. Não lhes chamarei vencedores.

    Outra coisa que a história não costuma contar é o caminho dos vencidos. Era bom que aprendessemos a deter o nosso olhar também sobre eles. Sobre nós. Somos tantas vezes na vida vencedores e vencidos. No fundo o que tu mesmo dizes:o herói de hoje...

    abraço, Nuno.
    Igualmente, boa semana para ti.
    Já vi o correio :)

    ResponderEliminar