2008-09-29

Meu caro João:


Não é preciso ousar muito para fazer o que o meu caro fez: pôr em paralelo a militância católica e a comunista. As duas têm alguns pontos em comum. Ambas prometem a salvação. Mas fico pela católica porque tem um prazo de validade maior - a eternidade. Assim sendo, bastam-me as leituras católicas.

4 comentários:

  1. há muita coisa em comum, não com a relegião católica, mas com o cristianismo, MC.

    não é por acaso que se diz que Jesus foi o primeiro comunista na Terra...

    abraço

    ResponderEliminar
  2. Cara minha, acabou de revelar uma particular semelhança que não me tinha ocorrido: a exclusividade nas leituras - em cada religião lerem-se só os "seus textos". Bem prega Frei Jorge Sampaio pela "aliança das civilizações" mas a tarefa não lhe é nada fácil.

    Abraço eucuménico do
    João Tunes

    ResponderEliminar
  3. Não sejas assim, Luís :)
    A Igreja Católica é uma Igreja cristã. Cristo é o seu fundamento.

    Não, não subscrevo que Jesus foi o primeiro comunista. Não foi dos Evangelhos que sairam as teses comunistas.

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Exactamente, mano João. No meu caso, é porque não quero ser masoquista ao quadrado. :)

    Mas repondo alguma verdade: o catolicismo é muito vasto e nem todos são curtos de vistas. Encontro muito por onde alimentar a minha fé e esperança.

    Ecumenismo é ir e escutar o outro. Praticamos os dois ;) Abraço.

    ResponderEliminar