2008-09-24

Nação valente


Neste jardim à beira-mar plantado, e, por estes dias, invadido por "magalhães", ficamos a saber que o "Lagartagis, o zoo de borboletas mediterrânicas que funciona no Jardim Botânico de Lisboa, está fechado ao público. A falta de dinheiro obrigou a responsável a fechar o jardim, mantendo só as visitas educativas a crianças" (Público )

Não conheço suficientemente os contornos do "negócio magalhães". Acho importante que as crianças tenham acesso às novas tecnologias de informação. Preocupa-me que muitas das nossas crianças vivam em lares onde nunca entra um jornal diário, livros muito menos, e nem falo da centralização dos diversos meios de cultura nas grandes cidades.


A crise no jardim das borboletas, é mais uma a juntar às outras todas. Pode parecer coisa menor (em contraponto à falta de meios na saúde, educação, justiça, segurança), mas não é. O aprender a cuidar, saber usufruir os bens que a natureza nos disponibiliza é essencial para o normal desenvolvimento dos indivíduos e do planeta.

4 comentários:

  1. é com estes pequenos nadas que nos apercebemos da centralização das coisas, por um governo que se acha no direito de nos dizer o que é importante e o que não é...

    as pessoas há muito que deixaram de ser importantes, vê-se na saúde, no emprego, na educação...

    por isso pobres borboletas... apesar de bonitas não dão visibilidade e ainda menos, votos.

    este primeiro-ministro irrita-me imenso, mas irrita-me mais não existir oposição séria e consistente, MC.

    abraço

    ResponderEliminar
  2. porra! até as borboletas são usadas para atacar o governo. gentinha de merda do bota-abaixismo. não merecem o Primeiro-Ministro que está a conduzir este país no trilho do progresso.

    ResponderEliminar
  3. a irritação de pouco nos vale, Luís. Pobres borboletas e pobres de nós...


    abraço

    ResponderEliminar
  4. o anónimo tem muita graça. Um bom comentário humorístico, porra!

    ResponderEliminar