2008-10-09

o sucesso que nos convém.

Digo-vos, pois: Pedi e ser-vos-á dado; procurai e achareis; batei e abrir-se-vos-á; 10porque todo aquele que pede, recebe; quem procura, encontra, e ao que bate, abrir-se-á.11Qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, se lhe pedir um peixe, lhe dará uma serpente? 12*Ou, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião?13*Pois se vós, que sois maus, sabeis dar coisas boas aos vossos filhos, quanto mais o Pai do Céu dará o Espírito Santo àqueles que lho pedem!» (Lc 11,9-13)

Queixamo-nos com muita frequência da surdez e indiferença de Deus, aos nossos pedidos e apelos. Porque teimamos em pedir pães, ovos, sucessos fáceis e imediatos, em todas as vertentes da nossa vida. Não é isso que Deus tem para dar. Isso contrariaria a essência da nossa vida. Somos seres a realizar-se. Precisamos é do Espírito de Deus a agir em nós. A moldar o nosso coração, para o sucesso que nos convém.

O Espírito Santo é a oportunidade de sermos livres. De vivermos, sem sermos subjugados pelo que nos divide, mas pelo que nos unifica.

4 comentários:

  1. tens razão, MC...

    mas este mundo é tão pouco racional...

    abraço

    ResponderEliminar
  2. podemos começar por Lhe pedir a ensinar-nos a rezar, a ter as prioridades bem estabelecidas, a desejar o que é bom, no fundo, a ouvi-Lo.

    abraço.

    ResponderEliminar
  3. Luís,

    nós não somos o mundo...cada um age por si. :)

    abraço

    ResponderEliminar
  4. Se o Espírito não desejar em nós...é o Espírito que em nós permite sair da dicotomia morte-vida.
    É precisa docilidade e escutar, sim.

    abraço

    ResponderEliminar