2008-12-28

à luz da memória



Umberto Eco no livro "A Misteriosa Chama da Rainha Loana" conta a história de um homem que na sequência de um AVC, acorda um dia com a memória completamente limpa. Confesso que é um dos meus medos.
A memória faz parte da nossa identidade. É ela o fio condutor que nos prende à vida. É grande sabedoria (inata, a maior parte das vezes) à luz da memória, viver com espanto cada instante e acontecimento, da nossa vida.
(Post inspirado por um texto postado por Pedro Correia, aqui)

Sem comentários:

Enviar um comentário