2009-09-13

comovo-me de tamanha devoção


No debate Louçã-Portas, ou Portas-Louçã - como for do vosso agrado - o líder do BE citou a "Fátima Missionária" (pequeno jornal da comunidade espiritana), para nos fazer crer que até a Igreja Católica é mais tolerante em relação aos imigrantes, do que o líder do PP. Este, qual prestigiador encartado, saca duma citação de D. José Policarpo, onde o mesmo sugeria que não se deviam receber imigrantes sem critério.

Comove-me profundamente que Louçã leia a "Fátima Missionária". E também que Paulo Portas faça o seu programa eleitoral, tendo como referência a "voz" dos bispos e a Doutrina Social da Igreja. Não sei o que Deus achará disto. Que lhes perdoe o oportunismo, se for capaz.

Sem comentários:

Enviar um comentário