2009-11-03

cristianismo - compromisso com a liberdade

A pessoa humana, dotada de actividade livre e consciente, não pode fazer a vontade de Deus senão quando recebe a verdade divina através das exigências da sua consciência. Portanto ela não pode atingir o seu fim último senão formando prudentemente o juízo da sua consciência e obedecendo-lhe fielemente. Pela natureza das coisas, nenhum outro homem, nenhuma instituição humana podem substituir-se à consciência do homem que ajuíza livremente.

Mons. de Smedt, bispo de Bruges
Lido na 70ª Congregação Geral,
19 de Novembro de 1963

(destaque meu)

Sem comentários:

Enviar um comentário