2009-11-22

a sangue quente

O Lino, propôs-me um desafio. Não vou aceitá-lo. Não sou nada boa nos jogos de palavras e não quero pensar muito numa ou duas alíneas da proposta.

Mas se é para falar um pouco mais de mim, conto uma pequena história da minha vida, passada no dia de ontem.

Saí na estação do metro no "Cais do Sodré", e ao subir com uma pequena multidão o lance de escadas, reparei numa mulher um pouco mais jovem do que eu que hesitava sobre o caminho a tomar. Perguntei-lhe para onde ia e, tal como eu, dirigia-se para o comboio. Começámos, então, a fazer o percurso; sentámo-nos juntas, (depois de me perguntar que lugar preferia) e fomos conversando. Contou-me a sua história de vida, sobretudo a parte que antecedeu a vinda para Portugal e as peripécias que por cá tem vivido. Fiquei a saber que é uma mulher com uma loucura saudável, a ponto de ser capaz de romper com uma vida estável e cómoda junto da família, e rumar a um país onde não conhecia ninguém, nem era possível reproduzir as condições de vida que tinha no Brasil.

Saímos as duas na mesma estação e corremos (como se partilhássemos algum destino comum) porque ela tinha de apanhar o autocarro. Despedimo-nos com um abraço e votos de mútuas felicidades. O mais certo é nunca mais nos vermos. Mas foi um momento feliz de encontro.

4 comentários:

  1. tens razão, muito contas de ti, sobre este encontro inesperado...

    bjs MC

    ResponderEliminar
  2. Tens toda a razão que isso diz mais sobre a pessoa que o tem do que sobre o "acaso". Que bela experiência! Mereceste-a.

    ResponderEliminar
  3. Lutz e Luís

    causa-me sempre aflição a desumanização, o alheamento das vagas de passageiros que encontro nos transportes em Lisboa. Talvez por ser da província...mas também a pessoa que sou.

    Este encontro foi bem saboroso, quem nos visse no trajecto que fizemos juntas (eu e a I., apresentámo-nos junto com o abraço)pensaria que seríamos duas amigas de regresso de uma tarde em Lisboa a rir e a conversar.

    Beijos aos dois.

    ResponderEliminar
  4. PS- daria um saboroso e riquíssimo post, as aventuras da minha companheira do comboio, mas não o faço, claro.

    ResponderEliminar