2010-06-20

comprova-se: ninguém é profeta na própria terra

O Bispo, cardeal (assim se nomeou) D. José Policarpo, esteve na paróquia de nascimento para crismar umas dezenas de jovens. Na única interpelação directa que lhes fez, não obteve uma única resposta. Confessou-se publicamente escandalizado. Não lhe souberam responder quem era (na actualidade) o sucessor de Pedro.
Pessoalmente, fiquei encantada com as miúdas e miúdos giros que há por aqui. Das missas de domingo, só conhecia dois ou três.

8 comentários:

  1. Eu também não respondia, porque acho que Pedro nunca teve nenhum sucessor.
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Pois. Olha, pelo menos é bom para o negócio. Fartamo-nos de vender Bíblias ilustradas e quejandos. Sem ironia nem mácula, como é óbvio.

    ResponderEliminar
  3. Olá JdL!...
    Pois isto só confirma a tristeza que vai pelo resto do mundo fora... Aqui em LX é a mesmíssima coisa... E mesmo dos 2 ou 3 restantes nas missas Dominicais, mal se vai o Crisma, 1 ou 2 vão-se logo embora... E mesmo os que chegam ao Crisma são só os que ainda têm a avozinha zelosa pelo cumprimento do preceito... Porque os outros... Bem; a não ser os que ainda gostem de ir aos Escuteiros!!!...
    Lá está: Enquanto isto for uma Igreja a pensar nas estatísticas à mistura com "agendas" que, como se costuma dizer, não interessam nem ao Menino Jesus... Mas o pior é que pelo menos aqui na Europa e nos EUA as estatísticas não devem ir lá muito bem!... E no resto do mundo... Não sei... No Brasil aquilo vai complicado... E em África... Eu não digo que os números não sejam bons... Mas é bem mais fácil manipulá-los do que aqui no Mundo Ocidental... Tipo baptiza-se a tribo toda, dá-se-lhes alguma ajuda material, conta-se os números e eles nem noção têm do que estão a fazer e os Missionários partem... Daí por uns meses chega lá o Maometano, "baptiza" a tribo toda e obriga-a a seguir a "ladainha" virados para Meca... Já não digo nada!... O que digo é que nos sítios mais desenvolvidos, tipo África do Sul, em breve também terão os mesmos problemas que temos aqui... E então já nem dará para esconder!...

    Bom Domingo!...

    ResponderEliminar
  4. Lino,

    não me parece que fosse a onda dos moços...

    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Henrique, aposto que não fizeste tanto negócio como as lojas de roupa e sapatos.

    Que Deus me perdoe os pensamentos pecaminosos, mas só me lembrei do Nabokov.

    ResponderEliminar
  6. Olá. P.P.


    foi mázinha a cena, foi.

    Ás tantas fiquei na dúvida se o D. José é ingénuo ou ...

    Porque começou por perguntar se sabiam quem é o sucessor de Pedro. Perante a nulidade das repostas, perguntou se algum deles tinha ido à missa do Terreiro do Paço. Népias. Atirou com 13.000 que lá estiveram da idade deles. A seguir disse que sempre que o Santo Padre falava, ele bispo, ele cardeal (que por acaso estava sempre de acordo) mas mesmo que não estivesse, acatava. Porque a autoridade da Igreja é o Papa.
    Terminou com um voto de certeza absoluta (ah, santa ingenuidade) de que aqueles moços nunca mais se vão esquecer de quem é o sucessor de Pedro.

    beijinhos, boa semana para ti.

    ResponderEliminar
  7. A minha filha fez o Crisma há duas semanas. Foi precedido de uma intensa preparação (encontros semanais para discutir questões éticas, a atitude e as escolhas dos cristãos, etc., e teve até de fazer trabalho social). Não sei se saberá a resposta à pergunta sobre o sucessor de Pedro, mas vinha daquelas reuniões com os olhos brilhantes de questões deixadas em aberto, para eles irem matutando pela vida fora.
    Durante a homilia, o Arcebispo contou uma história muito divertida:
    - Estava a almoçar num restaurante (em Berlim) e antes de começar a comer fiz uma pequena oração e benzi-me. Um senhor na mesa ao lado aproximou-se de mim e perguntou, cheio de curiosidade: "o senhor é polaco?"

    ResponderEliminar
  8. Olá JdL!...

    Pois... Realmente também já assisti a muitas cenas destas. Um dia um amigo meu nos EUA disse-me: Tenho pena que do Cristianismo muitos jovens apenas vão conhecer as velhinhas Igrejas vazias e aqueles auditórios horríveis das Megachurches (que aqui poderão ser as Igrejas Pentecostais, as IURD's)... Mas é de facto verdade!...

    @Helena: Quando eu fui Crismado há cerca de 20 aninhos também foi assim... Mas eram tempos em que haviam verdadeiras Comunidades Vivas... Hoje tudo isto desapareceu empurrado pelas "agendas" da ordem do dia... E das do PAOD - Período Antes da Ordem do Dia!... Claro que ainda escapam algumas Paróquias, principalmente as que ainda conservam os últimos Párocos dessa leva!... Ou um ou outro dos mais novos que ousam ser diferentes agora remetidos aos lugares mais pequenos... Fico feliz de saber que a sua paróquia ainda é uma dessas. Espero que não "disciplinem" estas poucas que restam!...

    Boa noite!!!...

    ResponderEliminar