2010-06-27

a Palavra


Irmãos, de facto, foi para a liberdade que vós fostes chamados.

A liberdade a que somos chamados, não é desculpa para ignorarmos, as obrigações que temos para com os compromissos assumidos. Nem com qualquer forma de Lei humana. É, antes, o convite para que nada nessas obrigações ou compromissos, nos impeça de ser livres. Só livres podemos procurar a verdade.

4 comentários:

  1. Uma verdade velha de dois mil anos, mas desconhecida do Vaticano S.A.
    Beijos limianos

    ResponderEliminar
  2. Olá JdL!... Muitos parabéns pela sensibilidade... Nada melhor do que os pés de uma bailarina para demonstrar a leveza e ao mesmo tempo a dureza da liberdade... Os pés de bailarina carregam a leveza do movimento na dureza das limitações corpóreas... Imagina dançar uma peça de 2 horas!... Um enorme esforço físico de que nem nos apercebemos... E com o passar dos anos?... Amanhã conversamos melhor!...

    @Lino: Não me leve a mal a brincadeira mas o Vaticano S.A. Está a transformar-se lentamente no que foi a IBM da década de 90!... Só espero é que descubram alguma Red Hat ou qualquer coisa do género que nos possa alegrar... Boa noite!...

    ResponderEliminar
  3. muito obrigada pela tua leitura do meu post, P.P.

    Exprimiste muito bem o que eu quis dizer.

    Boa noite, e se és entusiasta de futebol que se concretizem as tuas expectativas.

    ResponderEliminar