2010-07-11

Ajuda-te e Deus te ajudará


Já houve tempos em que me interessei muito por esta frase (máxima). Nas minhas meditações, pensava que ela me aproximava mais daquilo que Deus é.
Hoje, dia em que liturgicamente a Igreja nos convida a meditar na parábola do "Bom Samaritano", dei para embirrar com ela. De pouco nos valemos se Deus não cuidar de nós. Não é próprio do actuar de Deus, fazê-lo de forma directa e espectacular. Deus não é vocacionado para os nossos espectáculos. Mas de muitos modos nos cura. E de outros tantos nos sugere que aceitemos curar. Sem mesquinhice nem espectáculo. A dar o que temos, apenas.

12 comentários:

  1. Verade meu irmão. Só nos resta viver a perspectiva da esperança.
    Nós não dorrotaremos Satanás. É Deus que o fará.
    E, nós veremos pela fé essa vitória.
    As vezes parece que Deus es´ta perdendo pra o Satã em nossa vida, mas na verdade ele vencerá, mesmo que não vejamoso seu triunfo.
    Não ha nada que possamos fazer por nós, ha não ser, confiar em Deus. E, fazer o bem
    Shalon

    ResponderEliminar
  2. http://www.snpcultura.org/paisagens_Deus_ajuda_aqueles_que_se_ajudam.html

    ResponderEliminar
  3. Olá JdL!

    Dai de graça o que de graça recebeis!...

    De graça recebemos a vacina contra as más notícias...

    De graça nos apresentamos vacinados contra as más notícias!!!...

    http://dn.sapo.pt/inicio/artes/interior.aspx?content_id=1616289&seccao=Livros

    ...Mas para isso temos que descobrir como aperfeiçoar a vacina que recebemos... Trabalhá-la e dá-la gratuitamente!!!... Deus deixou-nos o mundo para o descobrirmos... Mas há muito por aí quem teme isto e aquilo... se não colaborarmos Deus não nos ajudará!!!...

    Até amanhã!!!...

    ResponderEliminar
  4. hei, irmão da Doutrina Cristã, "fazer o bem". Que, por vezes, por nossa arte fazemos bem mal. Confiar em Deus, mesmo no negrume das nossas vidas. Concordo.

    Shalon

    ResponderEliminar
  5. Olá, Rui

    Por acaso não tinha lido esse texto. Tenho lido outros do mesmo autor que acho bem interessantes.

    O problema é saber onde está o "meio". E será que tem de haver um meio? (Eu e as regras...)

    Claro que aqui não é uma questão de "ou" "ou".

    ResponderEliminar
  6. Olá, P.P.

    A minha questão é que bem pode ser que esta ideia de "Faz" que Deus fará, seja mais um sintoma de ideologia liberal do que outra coisa. Tu que andas lá pelas filosofias...vê se me descobres alguma coisa. :) (vejo liberais debaixo de cada pedra)

    Porque a minha questão é para com aqueles que não podem fazer nada. Mas não podem mesmo. Como é que Deus os trata?

    Quanto às notícias...bom, muito lixo se acumula por debaixo dos palácios, ah, pois!

    Até sempre que queiras...e eu possa ;)

    ResponderEliminar
  7. Puta do caralho. Só escreves merda.

    ResponderEliminar
  8. Queres é um das caldas por essa peida!!!

    ResponderEliminar
  9. Olá JdL!...

    Pois... Falas das ideologias... E dos silenciados... Pois!... Vamos ver é onde param uns e outros e olha que andas lá por bem pertinho que a relação é bem mais estreita do que pensas... Sim, que também tens uma costela de filosofa...

    As ideologias são o que são. A nossa fé é outra coisa... Não metam a política nisso!... Olha: O problema é que se calhar é bem capaz de ser por meterem tanto a política nisso que os nossos queridos teólogos silenciados estão tão silenciados... E se não fosse a Internet então como estariam?... É pena que ande por aí uma "Santa caça aos infiéis" para ver quem é liberal ou neoliberal e quem é conservador, neoconservador, pentecostal, neopentecostal, catecumenal, neocatecumenal e claro agora também tridentino e neotridentino!... Meu Deus!... Não metam a política nisso!!!... Assim vai o barco todo ao fundo!!!...

    E quanto ao lixo debaixo das tapeçarias dos palácios acho que ainda vamos ter mais que tempo para falar nisso!!!...

    Boa noite!...

    ResponderEliminar
  10. Boa noite, P.P.


    a questão não é meter ou não a política. (Existe alguma forma de não a meter?)É que política queremos. O nosso ser espiritual não vive isolado do resto.

    Os "silenciados" os grandes silenciados da história não são os teólogos (também são alguns) mas os que vivem marginalizados pelas nossas políticas, religiões etc exclusivistas.

    E como diz Faustino Teixeira (no texto para o qual faço ligação no post acima)que não silenciemos nada dentro de nós próprios.

    Boa noite

    ResponderEliminar
  11. Olá JdL!... Ok!... No teu sentido de política entendo e concordo... Mas também deves ter percebido que estava a falar do sentido comum de política... Da partidária... É que partidos há muitos, mesmo na IC... Mas fé há só uma e essa é e será sempre eterna e atemporal, isto é durará eternamente e será igual em todos os tempos!!!... E há tanta gente a quem custa perceber isso!!!... E depois é histórias que nunca mais acaba!!!... Ainda hoje soubemos a história da pretensa violência doméstica pelos vistos praticada pelo Mel Gibson... Esse mesmo o da "Paixão de Cristo"... O daquela visão de um Cristo doutrinário e sofredor... O tal Cristo dos Legionários de que ele fazia parte ou do Opus qualquer coisa que agora nem me quero lembrar o que seja... Quando o verdadeiro Cristo é o libertador e da ternura!!!... Se soubermos ver isso conseguiremos ter como política no sentido amplo do termo o afastar da "política" no sentido corriqueiro e baixinho do termo!!!... E não tenho dúvidas nenhumas que seremos bem mais felizes... Sem exclusivismos de qualquer espécie!!!...

    Boa noite!!!...

    ResponderEliminar