2010-11-07

incongruências papais

Ao mesmo tempo que faz questão de envergar todos os artefactos símbolos de uma "Igreja poder",  já abandonados pelos seus antecessores, Bento XVI faz questão de consumir e difundir, um discurso de promoção da mulher:" Para que a mulher encontre em casa e no trabalho a sua plena realização". Ou:"A Igreja opõe-se a todas as formas de negação da vida humana".

Sendo mulher posso votar para dois dos órgãos de soberania do meu país.  E, se entender que decidi mal, corrigir nos próximos actos eleitorais. Não posso votar na eleição do próximo Papa. Alguns homens decidirão por mim. Nem eu nem mulher alguma.

3 comentários:

  1. Olá JdL!...

    A propósito disso ou talvez não:

    http://opensamentopositivo.blogspot.com/2010/11/conhecer-os-descontentes.html

    Até amanhã!...

    ResponderEliminar
  2. Decidem uns homens velhos travestidos de mulheres.
    Beijos

    ResponderEliminar