2011-02-06

também digo: "mais palavras para quê?"

Um grande conjunto de pessoas que raramente se encontram porque a vida as foi dispersando, mas que retomam imediatamente a cumplicidade passada, porque, ao contrário de outras arenas, por aqui não passaram cisões geradoras de ódios que tornariam inviável este tipo de convivências.


Não estive lá e lamento. Resta-me agradecer à Joana o relato e o testemunho. Sobretudo, o testemunho.

Sem comentários:

Enviar um comentário