2011-04-18

a alternativa ao altar vazio...pode ser um perigo que nem sonhamos

Hoy día (...) Ninguna fuerza crea valores de ilusión, acaso con la excepción de la codicia; pero la codicia, por sí sola, únicamente reproduce el baile alrededor del Becerro de Oro al ritmo de un frenético presente continuo.
En el horizonte, aparentemente, no hay pretendientes capaces de ocupar el altar vacío. Podría suceder que el altar ya se hubiera quedado vacío para siempre y que nos hayamos adentrado en una humanidad ajena a las ilusiones, por apatía, por escarmiento o por sano escepticismo.

Sin embargo, también es posible -y probable- que ahora mismo, a pesar de nuestra ignorancia al respecto, se esté incubando el nuevo aspirante a ocupar el altar del dios desconocido. Y que de la naturaleza de ese dios dependa que nos encaminemos a una Edad Oscura o pongamos rumbo hacia un Renacimiento.

aqui

2 comentários:

  1. O silêncio em relação a este post faz-me lembrar algo que aconteceu recentemente no meu blog. Um tipo diz umas coisas inconvenientes...
    (no meu caso temos de adicionar a falta de tacto)

    Ui, o post não é bem ateu, é pior.
    Politeísta?
    Ou talvez não...

    Dizer que há um altar vazio é uma heresia e no entanto, o rei vai nu.
    Vazio porque nós não estamos suficientemente cheios...

    Este momento particularmente duro que vivemos é um bom momento para redescobrir as coisas mais básicas da vida, assim sejmos capazes de encontrar um caminho.

    ResponderEliminar
  2. Olha, é aqui q se pode aplicar o princípio da coerência. ;)

    Há um texto para onde remete o link. Há um título intencional. Há um diálogo pessoal que se joga entre texto e título...e expõe-se ao olhar de quem passa.

    Precisava de um ateu de boa vontade que quisesse dialogar. :)

    A imagem do altar vazio (é que não chega dizer:"Senhor, Senhor..." já dizia o nazareno)é um repto pessoal e social...tudo se joga sempre nesses dois sentidos. Isso é claro e não há volta a dar.

    ResponderEliminar