2011-07-16

mulher a ler

 
1. Existe um livro que relerias várias vezes?

Existem vários. Já o fiz e penso continuar a fazê-lo. Por diversas razões. Sendo a principal que o diálogo entre mim e ele(s) não está encerrado.

2. Existe algum livro que começaste a ler, paraste, recomeçaste, tentaste e tentaste e nunca conseguiste ler até ao fim?

 Mais do que numa primeira impressão enumeraria. Alguns não desisti deles. Estão ainda à espera de nova(s) oportunidade(s).

3. Se escolhesses um livro para ler no resto da tua vida, qual seria?

Um...bem, só um é difícil a escolha. Alguns dos profetas do Antigo Testamento. Os quatro evangelhos. Vários de poesia.

3A. Se escolhesses uma vida para meter num livro, qual seria?

 Aqui vou esticar-me um bocadinho. Numa vida cabem vários livros. Mas nenhuma vida caberia num livro. (A pergunta pressupõe um ponto de vista redutor) 
4. Que livro gostarias de ter lido mas que, por algum motivo, nunca leste? 
Mas quem é que inventou este questionário?! Se não li, como é que sei que gostaria de ter lido? Tenho uma lista mental de livros que quero ler. Uns lerei outros não. 

4A. Que livro gostarias de não ter lido mas que, por algum motivo, leste?
 
Já li algum lixo  (classificação própria) e que foram tratados como tal (quando fiz mudanças ou precisei de espaço nas prateleiras). Mas se não é abuso perguntar: que fixação será esta do livro único.


 5. Que livro leste cuja “cena final” jamais conseguiste esquecer?

  Assim, de repente, e mesmo forçando muito, não estou assim a ver "cena final" nenhuma. Lembro-me de   algumas "cenas" e das repercussões que tiveram em mim.

6. Tinhas o hábito de ler quando eras criança? Se lias, qual era o tipo de leitura?

Aprendi a ler aos sete anos. Entrava-se na escola no dia sete de Outubro de cada ano.
Mas ainda não me entregava a muitas leituras. Com dez anos, sim. Comecei com o vício. Que já perdi. Vou dizer do que não gostava: biografias. Durante muito tempo achei que era um disparate encher livros a contar a vida das pessoas. E perder tempo a lê-los. Mudei de opinião, e, mesmo atendendo à resposta que dei na pergunta 3A, comecei a gostar de conhecer pessoas através da autobiografia ou biografia que fizeram, e fazem, delas.

7. Qual o livro que achaste chato mas ainda assim leste até ao fim. Porquê?  

Se fosse só um! (Que mania) A razão é que fico sempre à espera que apareça o instante da redenção. Umas vezes tenho alguma sorte. A maioria das vezes, não.

7A. Qual o livro que achaste tão bom tão bom tão bom mas que ainda assim o mandaste logo para o lixo ?

Passo.


8. Indica alguns dos teus livros preferidos.

Não posso. Estão vários nas prateleiras atrás de mim. Citar alguns e deixar os outros, não me parece apropriado. Nem sequer um autor.  O gosto expresso  nas minhas  leituras são como o  meu coração - ecléctico.

8A. Que livro é que incluirias no plano internacional de leitura?
As minhas influências não vão para além da família e amigos. Vou oferecendo alguns na esperança de que os leiam.

9. Que livro estás a ler?
 
  Estou a ler as Ondas. Há muuuuuito tempo. Dois de poesia. Acabei de ler As Cidades Invisíveis e o Avesso e o Direito.

9A. Que livro é que não estás a ler?

Todos os outros. E mais alguns.



Como, não citei o Merton. Se citei alguém e não mencionei, foi  sem querer. É suposto passar a corrente. Vou passar a dois senhores: ao Lino (gosta de poesia como eu...e de malhar no Papa) e ao ON (para desenjoar de outros afazeres e actualizar o blogue).

2 comentários:

  1. Obrigado, mas vou passar, por duas razões: a primeira é por falta de tempo, dado a minha companheira estar hospitalizada; a segunda, porque o questionário não pergunta o que penso sobre B16 :))
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Lamento, Lino. Desejo rápidas melhoras.

    Pois não :)))

    Beijos

    ResponderEliminar