2011-07-28

outra Igreja é possível?

Na Igreja há muitos indignados. O problema é não saberem o que fazer neste momento.



daqui

11 comentários:

  1. Olá JdL!

    http://www.youtube.com/watch?v=PLtlvZbs31o

    Está tudo dito nesta música lindíssima da Mafalda Veiga!...

    Boa noite!...

    ResponderEliminar
  2. Olá, P.P.


    Mafalda Veiga não faz muito o meu género. Gostos...

    Quanto à possibilidade de "outra" Igreja, não sei. Há quem esteja muito bem nesta.

    Boas noites!

    ResponderEliminar
  3. Olá JdL!

    Gostos não se discutem... Mas, se ouviste a música terás percebido porque é que a escolhi: O contraste entre o medo que levanta muros e ergue bandeiras e a Luz de Cristo Viva em nós que jamais algo ou alguém pode apagar! É disso que fala a canção!...
    ...Mas; e o que tem isto a ver com o teu texto? Não será o problema da nossa Igreja um brutal confronto entre o medo e a Luz? O problema não é haver muito quem se sinta bem nesta Igreja... O problema é que há muito quem com tantos medos do novo e do diferente não se aperceba da Luz, tal estão enredados nos seus medos que lhes tolhem o caminho!... Não concordas?...

    Boa noite!...

    ResponderEliminar
  4. discutem, discutem... :)

    P.P. são muitas as tentações e os medos a que estamos sujeitos. Quer individualmente quer como comunidade. A maior é fecharmo-nos neles.
    Muito boas e sábias pessoas se debruçam sobre os problemas da Igreja. Fazem o diagnóstico e apontam caminhos. E???

    A liturgia neste próximo domingo sugere o seguinte texto do Evangelho de Mateus (14, 22-33). Uma sugestão para não nos afundarmos nas dificuldades. Para mim, a Igreja, neste momento, é uma enorme dificuldade. Dói que se farta...é isso aí!

    Boa noite!

    ResponderEliminar
  5. ...Pois, pois... Também a mim, mas... E qual é a alternativa?... Protestantes? Quais?... Anglicanos? Respeito muito, mas... E nenhuma Igreja?... Isso é o vazio total e absoluto!... Esta Igreja?... Infelizmente neste momento é mal menor... Mas que dói, dói!... Boa noite!...

    ResponderEliminar
  6. Olá, P.P.

    é bom que reflictamos na necessidade de não cair no erro da Igreja: o estar centrada em si própria. Por isso, o ênfase em pastorais de manutenção.

    Não pertencer a nenhum grupo religioso não é o vazio total. A Igreja enuncia, frequentemente, "os sinais dos tempos" (embora tenha dificuldade em reconhecê-los e enumerá-los. Enuncia que o Espírito está presente no mundo. Mas quando fala do mesmo só lhe encontra aspectos negativos.

    Há uma base em que não temos dificuldade em reconhecer-nos: somos cristãos. Cada um descobrirá o modo de o realizar.

    Boa noite!

    ResponderEliminar
  7. ...Infelizmente até tenho de concordar um bocadinho contigo... Realmente há coisas que... É mesmo muito, mas mesmo muito difícil!...

    ...Mas depois o mundo está a dar umas voltas estranhas... Londres, não é?... Esperemos que a coisa acalme depressa!...

    Boa noite!...

    ResponderEliminar
  8. P.P.

    não compreendo o teu "infelizmente". :)


    Boa noite!

    ResponderEliminar
  9. E sobre Londres e o mundo...bom, os números da pobreza extrema, das mortes de fome, dos que morrem no alto mar, são números silenciosos e que não nos causam ansiedade. Há muito tempo que isto anda tudo errado. E deveriam estar aí as nossas prioridades...

    ResponderEliminar
  10. Oi... Quanto a LDN tens toda a razão!...

    Quanto ao "infelizmente"... É mesmo infelizmente... Ou alguém gosta do estado em que a própria IC se encontra... Mais do mesmo... Ou se quiseres: Aplica-se o mesmo que a LDN e ao mundo!... Boa noite!...

    ResponderEliminar
  11. Oi...

    quase me perco nas tuas pausas. :)
    Mas já percebi o sentido do "infelizmente". Acabamos por estar de acordo.

    Boa noite!

    ResponderEliminar