2012-02-18

lamento



Como católica (com o que resta) lamento que se continue a insistir em modelos gastos e sem expressão na vida.
Não é que a mensagem seja totalmente errada. Para muitos empregadores de vistas curtas, o pai ou a mãe trabalhadora, só serão bem vistos na empresa, se provarem que o trabalho é a sua primeira opção.



Adenda: uma resposta masculina, aqui   

Adenda 2: Não sei se o cardeal ouviu em confissão mulheres  mães e donas de casa. Sendo os seus maiores pecados; a impaciência com os filhos e a desatenção aos maridos. Se sim, que penitência lhes deu.
Eu própria já alinhei em alguns discursos vitimistas (como lamento o tempo que perdi com eles e a paciência que delapidei aos amigos), por isso mesmo, sei que não é, apenas, a quantidade de tempo que gastamos com os que amamos que melhora a qualidade das relações.



(a imagem é retirada do Público)

2 comentários:

  1. Mais um troglodita para a molhada!
    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Parece que sim, Lino. É deplorável que a Igreja esbanje assim oportunidades.

    Beijos

    ResponderEliminar