2012-10-13

dedicado



Senhor libertai-nos do jogo perigoso da transparência
No fundo do mar da nossa alma não há corais nem búzios
Mas sufocado sonho
E não sabemos bem que coisa são os sonhos
Condutores silenciosos canto surdo
Que um dia subitamente emergem
No grande pátio liso dos desastres


Sophia de Mello Breyner Andresen in "Geografia"
Obra Completa,
Caminho

Sem comentários:

Enviar um comentário