2012-10-30








raízes...

4 comentários:

  1. É através das raízes que chegam os impulsos da terra húmida onde a presença duma criança nos traz lembranças vivas da infância …

    ResponderEliminar
  2. Olá Adalberto (do confessionário, não é?) :)

    esta foto não está muito boa. a minha máquina não funciona grande coisa com pouca luz (desculpas...), mas gosto particularmente da imagem (sentido figurado)de raízes. Não como prisão, mas no sentido do vínculo, do que nos sustém.

    Esta criança, em particular, é muito do meu presente e também do meu futuro.

    Mas gostei muito da tua leitura desta imagem. :)

    ResponderEliminar
  3. Só uns dias depois voltei ao artigo “a que objectos de escritório associas mais a figura de Jesus?”, no confessionário! Vi o like que me era dirigido e também o smile. Retribui e vim fazer uma visita ao Jardim da Luz. Li algumas coisas e gostei. Gostei muito. Parabéns :))

    ResponderEliminar
  4. bom, parece que um confessionário até pode fomentar alguma humanidade e afectos. ;)

    eu vi o comentário, assim como tenho lido os outros que fizeste, sempre muito a propósito...com inteligência e discernimento.

    Ainda bem que gostaste de vir por aqui, o jardim anda meio hibernado, mas vai permanecendo.

    Abraço

    ResponderEliminar