2013-04-21



Não deveria ser preciso passar pelo sofrimento ou por tantos sofrimentos para se ressuscitar, mas é extraordinário, admirável e necessário que se ressuscite de uma descida à escuridão do mal e da morte. De uma morte para a vida ou de uma vida morta. Por isso, Etelvina, adeus até um dia destes. De vez em quando irei bater à tua janela para ver através dela os campos da eternidade. 
 
 
Frei Matias, O.P., aqui



Sem comentários:

Enviar um comentário