2013-06-15




Como o Manuel aqui referia há dias, o papa Francisco vai dando voz a algumas ideias refrescantes (e como elas fazem falta dentro da Igreja). Mais um exemplo:

“Não queiram domesticar as fronteiras, vocês devem ir até elas” e "a vossa tarefa principal não é construir muros, mas pontes; é estabelecer um diálogo com todos os homens, mesmo aqueles que não partilham a fé cristã, mas cultivam o valores humanos” [e até com aqueles que] “se opõem à Igreja e a perseguem de várias maneiras”. [daqui]




2 comentários:

  1. sim.

    segundo os "livros" sobre o Vaticano, Francisco não deverá aquecer o lugar.

    mas era bom que ele continuasse assim, por pelo menos meia dúzia de anos.

    beijinhos Maria

    ResponderEliminar
  2. olá Luís,

    para já são palavras, vamos ver a acção subsequente.

    beijinhos

    ResponderEliminar