2013-06-09



Hoje sabemos que o sagrado pode ser violento ou pacifista. Tal é a alternativa que existe no fundo de todas as religiões da humanidade. O sagrado violento gera inimizade, morte e ressentimento, pois é um reflexo identitário. O bom das religiões é a relação ao mistério divino que não requer vítimas nem verdugos, tão pouco deuses intervencionistas e fazedores de milagres. Porém, é a contemplação da presença amorosa do divino no mundo que dá orientação à existência e à prática de vida.

daqui 



Sem comentários:

Enviar um comentário