2013-09-29

como não crer neste Deus?





Imitemos aquela suprema e primordial lei de Deus, que faz chover sobre justos e pecadores e faz nascer o sol igualmente para todos; que oferece a todos os animais terrestres os campos, as fontes, os rios e as florestas; que dá ás aves a amplidão dos céus e aos animais aquáticos a vastidão das águas; que proporciona a todos liberalmente os meios necessários para a sua subsistência, sem restrições, sem condições, sem fronteiras; que tudo põe em comum à disposição de todos eles, com abundância e generosidade, sem que nada lhes falte. Assim procede Deus para com as suas criaturas, a fim de conceder a cada um os bens de que necessita segundo a sua natureza e dignidade, e manifestar a todos a magnificência da sua bondade.

S. Gregório de Nazianzo (c. 330-390)


2013-09-24

meditação




24*Tu amas tudo quanto existe
e não detestas nada do que fizeste;
pois, se odiasses alguma coisa, não a terias criado.
25E como subsistiria uma coisa, se Tu a não quisesses?
Ou como se conservaria, se não tivesse sido chamada por ti?




Sabedoria 11, 24-25



Árvore

Um passarinho pediu a meu irmão para ser sua árvore.
Meu irmão aceitou de ser a árvore daquele passarinho.

No estágio de ser essa árvore, meu irmão aprendeu de

sol, de céu e de lua mais do que na escola.

No estágio de ser árvore meu irmão aprendeu para santo

mais do que os padres lhes ensinavam no internato.

Aprendeu com a natureza o perfume de Deus

seu olho no estágio de ser árvore aprendeu melhor o azul

E descobriu que uma casa vazia de cigarra esquecida

no tronco das árvores só serve pra poesia.

No estágio de ser árvore meu irmão descobriu que as árvores são vaidosas.

Que justamente aquela árvore na qual meu irmão se transformara,

envaidecia-se quando era nomeada para o entardecer dos pássaros

e tinha ciúmes da brancura que os lírios deixavam nos brejos.

Meu irmão agradecia a Deus aquela permanência em árvore

porque fez amizade com muitas borboletas."



Manoel de Barros

2013-09-22

porque hoje é domingo

não é uma infeliz recordação do passado




Escutai bem, vós que espezinhais o pobre
e quereis eliminar os humildes da terra.
Vós dizeis:
«Quando passará a lua nova,
para podermos vender o nosso grão?
Quando chegará o fim de sábado,
para podermos abrir os celeiros de trigo?
Faremos a medida mais pequena,
aumentaremos o preço,
arranjaremos balanças falsas.
Compraremos os necessitados por dinheiro
e os indigentes por um par de sandálias.
Venderemos até as cascas do nosso trigo».
Mas o Senhor jurou pela glória de Jacob:
«Nunca esquecerei nenhuma das suas obras».



Amós 8, 4-7

2013-09-20

Por caminhos não percorridos


Rudolf Koppitz. Zwei Bruder [Two Brothers]. c.1930.



Por caminhos não percorridos,
Pela vegetação das margens das lagunas,
Fugindo da ostensiva vida,
De todas as normas já promulgadas, dos prazeres, benefícios convenções,
Tudo isso com que, demasiado tempo, alimentei a minha alma,
Convencido enfim de que as normas ainda não promulgadas, convencido de que a minha alma,
De que a alma do homem por quem falo descobre a alegria nos companheiros,
Aqui, a sós, longe do tumulto do mundo,
Em harmonia com as aromáticas línguas que me falam,
Sem me envergonhar mais (pois neste lugar distante, como em nenhum outro posso abandonar-me),
Entregue à vida que não se revela ainda que tudo contenha,
Decido-me hoje a cantar apenas os cantos do viril afecto,
Projectando-os ao longo da plena vida,
Legando, desde já, as formas de másculo amor,
Pela tarde deste delicioso Setembro dos meus quarenta e um anos,
Dirijo-me a todos os homens que são ou foram jovens,
Conto-lhes o segredo das minhas noites e dos meus dias,
Celebro a necessidade de companheiros.



Walt Whiltman
Folhas de Erva
Tradução de José Agostinho Baptista

2013-09-19

é reconfortante, sim



Ler esta entrevista do Papa Francisco:


Igreja de portas abertas
Esta Igreja com a qual devemos “sentir” é a casa de todos, não uma pequena capela que só pode conter um grupinho de pessoas selecionadas. Não devemos reduzir o seio da Igreja universal a um ninho protetor da nossa mediocridade.



2013-09-16

faça-se a devida ressonância

 
 
 
Aqui fica o meu desabafo que, desejaria, fosse um grito social capaz de chegar aos ouvidos de quem tem poder para tomar decisões.

Sim: não há inevitabilidades em matéria de escolhas quanto ao rumo a seguir no presente com vista ao futuro da nossa economia e da nossa sociedade!



Manuela Silva, economista, aqui

 

convicção





Creio, firmemente, vir a contemplar
a bondade do SENHOR, na terra dos vivos.




[Salmo 27, 13] 







2013-09-13

para que serve rezar?




Porquê a oração na vida dum cristão? Para que serve? Que perspectivas abre?” Estas perguntas seguem a primeira de que já falei: o mal é que a pergunta é co-natural e comum. Isto explica-se, porque a Palavra de Deus foi habilmente manipulada pela cultura burguesa que se infiltrou na Igreja, sobretudo, no vértice da Igreja. A oração foi encaixotada, sequestrada, reconvertida. A oração é o encontro íntimo e vital com Deus. Era, portanto, urgente que o vértice da Igreja oficial estivesse atento a este perigoso encontro: Deus é incómodo, Deus não entra nos limites duma civilização burguesa... Ao mesmo tempo, não era prudente deixar aberto o vazio criado pela morte e pela ausência de Deus – era urgente tapar o buraco, de tal forma que nunca fôssemos, desagradavelmente, surpreendidos.

Aqui está a razão porque se fez da oração um belo momento evasivo da vida. Tentou-se encontrar a consciência do crente, fazendo-o falar e ouvir uma língua arcaica, ininteligível. Rodeou-se, o momento sagrado, com o perfume do incenso, com a delicadeza de um canto académico, com práticas untuosas de homens praticamente castrados. Aquilo não era um encontro com um Deus vivo, que dizia a Moisés: «Os gritos dos filhos de Israel vieram até mim e vi como os egípcios os oprimem: vem e eu te mandarei ao faraó para que tu faças sair do Egipto o meu povo» (Ex 3:9-10).

Era preferível a visita ritual a um mausoléu, onde repousa recomposto e embalsamado o cadáver de uma grande figura histórica, que durante a sua vida tenha sido incómoda, mas depois recuperada pelos moderados. 


Texto integral, aqui
via - a sala de cima 

 

vida




Dorothea Lange ‘Eggs, Toquerville, Utah’
1953
Silver gelatin photograph
Collection of John and Lolita Dixon

2013-09-12

porque a justiça está antes da caridade



 Assim, chamava "Filhos e Irmãos" aos assaltantes e assassinos das cadeias, e para que não se tratasse de meras palavras ocas, contava-lhes que em criança roubara uma maçã e não se deixara apanhar, e que um dos seus irmãos fora apanhado a caçar sem licença. E quando o levaram «à ala onde estavam encerrados os incorrigíveis», ordenou:"Abram as portas. Não os separem de mim. São todos filhos de Deus Nosso Senhor." É certo que isto não é mais do que a boa e antiga doutrina cristã, mas havia muito tempo que não passava de doutrina, e nem mesmo a encíclica Rerum Novarum, de Leão XIII, «o grande papa do povo trabalhador», impedia o Vaticano de pagar salários de fome aos empregados. O hábito desconcertante que o novo papa tinha de conversar com toda a gente chamou quase de imediato a sua atenção para este escândalo. Segundo Alden Hatch, ele terá perguntado a um trabalhador:"Então, como vai isso?" "Vai mal, vai mal, Vossa Eminência", respondeu o homem, dizendo-lhe quanto ganhava e quantas bocas tinha para alimentar. "Temos de tratar disso. É que, aqui entre nós, eu não sou Vossa Eminência, sou o Papa", ou seja, deixe lá os títulos, sou eu quem manda aqui e posso mudar algumas coisas. Quando, mais tarde, lhe disseram que só cortando nas obras de caridade se poderia prover a um aumento das despesas, ficou imperturbável:"Então é o que temos de fazer. Porque...a justiça está antes da caridade."

[Hannah Arendt in "Homens em Tempos Sombrios - João XXIII"


2013-09-10

exortação




5*Por este motivo é que, da vossa parte, deveis pôr todo o empenho em juntar à vossa fé a virtude; à virtude o conhecimento; 6ao conhecimento a temperança; à temperança a paciência; à paciência a piedade; 7à piedade o amor aos irmãos; e ao amor aos irmãos a caridade. 8*Se tiverdes estas virtudes e elas forem crescendo em vós, não ficareis inactivos nem estéreis, relativamente ao conhecimento de Nosso Senhor Jesus Cristo. 

2ªPedro 1, 5-8 


 COMO ADÃO AO AMANHECER

Como Adão ao amanhecer,
Saio de casa renovado pelo sono.
Contempla-me ao passar, escuta a minha voz, aproxima-te,
Toca-me, toca o meu corpo com a palma da tua mão,
Não tenhas medo do meu corpo.



Walt Whitman - Folhas de Erva
Tradução - José Agostinho Baptista
Assírio & Alvim

2013-09-08

porque hoje é domingo

aclarar o significado do que é o seguimento de Jesus



El seguir a Jesús está basado en el amor. Pero el amor que nos pide no está reñido con el verdadero amor al padre o a la madre. Si el seguimiento es incompatible con el amor a la familia es que está mal planteado. El amor que nos pide el evangelio está más allá del sentimiento, pero no estará nunca en contra. Seguir a Jesús nos enseñará a amar más y mejor también a nuestros familiares.




«Que cada um se anime a olhar para o interior profundo da própria consciência e escute aquela palavra que diz: sai dos teus interesses que atrofiam o coração, supera a indiferença para com o outro que torna o coração insensível, vence as tuas razões de morte e abre-te ao diálogo, à reconciliação.»


Francisco, na Vígilia de Oração pela paz na Síria 


 

2013-09-05

os riscos da oração


É sempre perigoso orar, porque corre-se o risco que Deus nos escolha para nos tornarmos o instrumento da realização da nossa oração!(daqui)
Por norma, buscamos na oração o consolo e a beatitude, e se os encontramos, transformamos a emoção que sentimos em presença de Deus em nós.
Esquecemos, entretanto, que a oração tem de gerar compromisso.Compromisso para que não haja excluídos da mesma beatitude pela qual porfiamos. E é deste modo que é perigoso orar.



e andar na vida à procura

2013-09-04

miserere




17Abre, Senhor, os meus lábios,
para que a minha boca possa anunciar o teu louvor.
18Não te comprazes nos sacrifícios
nem te agrada qualquer holocausto que eu te ofereça.
19*O sacrifício agradável a Deus é o espírito contrito;
ó Deus, não desprezes um coração contrito e arrependido.


 Salmo 51

Toca-me

recusa



Tu leitor julgavas que ali debaixo do alpendre o meu olhar estava apontado para os ponteiros recortados como alabardas de um redondo relógio de velha estação, no vão esforço de fazê-los andar para trás, a percorrer em sentido contrário o cemitério das horas passadas jacentes exangues no seu panteão circular. Mas quem te diz que os números do relógio não se debruçam de janelinhas rectangulares e eu não vejo cada minuto cair-me em cima de repente como a lâmina de uma guilhotina? Seja como for, o resultado não mudaria muito: mesmo avançando num mundo todo polido e escorregadio a minha mão contraída no pequeno leme da mala de rodízios não deixaria de exprimir uma recusa interior, como se aquela ligeira bagagem constituísse para mim um peso ingrato e extenuante.


Italo Calvino in "Se Numa Noite de Inverno Um Viajante"

2013-09-02

ele é cada epifania...




Muitos estão furiosos com os políticos, de um ou outro lado, por terem dado cabo de Portugal, sem notarem que Portugal está vivo e recupera dos disparates que todos cometemos. [se não acredita que alguém possa ter escrito isto, vá ler aqui]


# a foto é de Tim Barber