2013-10-23

viver






«Vêm os dias, vão os dias e o amor fica. Lá dentro, muito dentro, nas entranhas das coisas, tocam-se e roçam-se a corrente deste mundo com a contrária corrente do outro, e deste tocar e roçar vem a mais triste e a mais doce das dores: a de viver.»



Miguel de Unamuno, Névoa

2 comentários:

  1. Incrível como esta frase, lida pela segunda vez, me provocou a mesma «sensação» estética que da primeira vez: um sopro de essência.

    ResponderEliminar