2014-05-17




Assim é o homem; quando o bem lhe chega e até um Deus cuida dele
Enchendo-o de dons, não o reconhece e não quer saber.
Tem, antes, que sofrer; depois quando nomeia o que ama,
Nada pode impedir que as palavras surjam como flores.



F. Hölderlin in Elegias
tradução Maria Teresa dias Furtado

2 comentários:

  1. é verdade.

    a dor de viver abre-nos os olhos, somos obrigados a ver o que antes fingíamos desconhecer...

    é também por isso que somos tão contraditórios.

    abraço Maria

    ResponderEliminar
  2. nem tudo é fingido...parece-me. muitas vezes não se sabe mesmo.

    abraço, Luís

    ResponderEliminar