2014-12-28



Até ao fim

Esperarei por ti até que as aves partam
de regresso e regressem de partida

Porque te amei como a água só amou a quilha
desse primeiro barco que singrava
em todos os seus rios um rio desconhecido



Miguel Serras Pereira 
(publicado pelo José Ricardo Nunes no facebook)

Sem comentários:

Enviar um comentário