2015-04-25

# Eduardo Gageiro


Já tinha quinze anos, mas não vivi com esta alegria espontânea o 25 de Abril de 1974. Nos dias que se seguiram, fui percebendo o que estava em causa e depressa lhe tomei o gosto. Viva o 25 de Abril, sempre!

6 comentários:

  1. Eu tive a felicidade de viver. Ia a caminho dos 25 e às 10H00 estava na rua da Conceição, da qual não me deixaram passar. 25 de Abril, sempre!
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. na rua da Conceição... :)

      Beijos, Lino!

      Eliminar
  2. e eu com onze anos?

    fiquei em casa a brincar e a assistir às trocas de informações entre a minha mãe as vizinhas.:)

    abraço Maria

    ResponderEliminar
  3. opá, e eu, ainda um nada?

    nasci em 88. não me lembra nada disto. nem voto, aliás. mas por outras razões, não será certamente porque não vivi o 25 de Abril.

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, Diogo, aqui os cotas a trocar nostalgias... :)

      Compreendo perfeitamente que, para um jovem, a participação cívica nas eleições, não entusiasme por aí além.

      Eliminar