2017-05-14


[...]somos cristãos que oram demasiado pouco. Para isso também contribui a imaturidade de só sabermos dizer a Deus aquilo que sentimos - somos escravos da nossa própria espontaneidade (que não nos tem levado longe na nossa vida de oração). Queremos mais do que isto.


Tiago Cavaco, aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário