2018-06-07



janela sobre uma mulher

Essa mulher é uma casa secreta.
Nos seus recantos, guarda vozes e esconde fantasmas.
Nas noites de inverno, fumega.
Quem nela entra, dizem, nunca mais sai.
Eu atravesso o profundo fosso que a rodeia. Nessa casa serei habitado. Aí está à minha espera o vinho que me beberá. Muito suavemente bato à porta, e espero.


Eduardo Galeano in "MULHERES"
Tradução - José Colaço Barreiros
Ed. Antígona




Sem comentários:

Enviar um comentário